Páginas

domingo, 18 de outubro de 2009

pode chorar?

voltei da casa da protetora da maior parte dos resgatinhos...
apliquei o hormônio em 5 gatas, e colocamos coleirinhas coloridas para identificá-las (sim, por que gatinhas pretas, rajadinhas e escaminhas não são fáceis de diferenciar!).
o que doeu foi a contagem... são muitas gatinhas prenhas... e já tem pelo menos 8 filhotes em diferentes idades (diferença de um mês mais ou menos, de uma ninhada para outra). São lindos, lindos... mas precisam sair de lá, por que junto com os adultos a chance deles adoecerem é enorme (alguns já estão...)
Isso não podia ter acontecido... já são mais de 50 gatos na casa, vários precisam de cuidados especiais, e a protetora tenta fazer tudo o que pode sozinha, mas a vizinhança já até fez denúncia ao CCZ...

PODE CHORAR? :_(

5 comentários:

  1. vizinhos ignorantes! que tristeza...

    ResponderExcluir
  2. O pior é isso, pessoas que, em vez de ajudar, ainda dificultam a vida dos que estão tentando fazê-lo. Há horas em que bate um sentimento de impotência e vontade de chorar mesmo... Beijos

    ResponderExcluir
  3. sem castrar os gatos, a coisa vai ficar bem feia mesmo. na minha opinião, é melhor castrar e devolver na rua do que acumular um monte de gatos não castrados em um lugar fechado. se um estiver doente então, ferrou. eu amo animais, mas não gostaria de ter uma vizinha com 50 gatos. minha dica é: façam só o que dá. não adianta querer abraçar o mundo, entende? é melhor fazer pouco e bem feito do que perder o controle da situação. eu sei bem o qto é horrível não ajudar um bicho que precisa. de qq forma, estabelecer limites é essencial!

    ResponderExcluir
  4. É muito triste mesmo...
    A solução é conseguir castrar o maior numero possível de gatos, como a Denise disse.
    Em todo lugar que olhamos, temos essa situação, o que podemos fazer?!!?


    E vc está melhor?
    bjs e uma ótima semana

    ResponderExcluir
  5. Caramba!! Dá dor no coração ver tantos gatos precisando de ajuda... Parabéns por sua iniciativa em ajudar... e concordo com a Denise, não dá pra abraçar o mundo... ao menos você está tentando fazer o que pode! bjocas

    ResponderExcluir

frus